História do Município:


A história de Mucuri foi registrada por colonos e aventureiros que atravessaram a região, a exemplo do historiador e precursor do movimento bandeirante na Bahia, Gabriel Soares. Os registros se referem à presença dos temidos índios Botocudos que resistiram bravamente à dominação do homem branco. Eram nômades, caçadores e extremamente ferozes. A prática do canibalismo entre eles vinha da crença de que comer a carne do inimigo que é forte e destemido, lhes traria também força e coragem.

As primeiras expedições à região aconteceram no século XVI; duas bandeiras lideradas, respectivamente, pelo português Martim Carvalho e pelo mestre-de-campo Antônio da Silva Guimarães registraram passagem pelo rio Mucuri em busca de ouro e pedras preciosas. A partir da aldeia de Mucuri, formada por índios e portugueses degredados, nasceu São José de Porto Alegre, um dos primeiros núcleos urbanos do extremo sul da Bahia.

Em 1931, o topônimo foi mudado para Mucuri, vocábulo tupi que significa rio dos gambás.



Formação Administrativa:


Freguesia criada com a denominação de São José de Porto Alegre, por alvará de 22-12-1795, subordinado ao município Viçosa. Elevado à categoria de vila com a denominação de São José de Porto Alegre, por ordem régia de 10-10-1769, desmembrado de Viçosa. Instalado em 15-10-1779. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece com a denominação de Porto Alegre e é constituído do distrito sede.

Pela lei municipal nº 15, de 20-07-1921, aprovado pela lei estadual nº 1527, de 28-08-1921, é criado o distrito de Riacho Doce e anexado ao município de Mucuri. Por decreto estadual nº 7191, de 13-01-1931, o município de Porto Alegre passou a denominar-se Mucuri. Sob este mesmo decreto acima citado, o município de Viçosa foi extinto, sendo seu território anexado ao município de Mucuri, incluindo o distrito de Colônia Leopoldina.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 4 distritos: Mucuri, Riacho Doce, Viçosa e Colônia Leopoldina. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município de Mucuri aparece com 5 distritos: Mucuri, Aimorés, Colônia Leoplodina, Riacho Doce e Viçosa. Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Colônia Leopoldina passou a denominar-se Helvécia.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Mucuri, Aimorés, Helvécia, Riacho Doce e Viçosa. Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, ratificado pelo decreto estadual nº 12978, de 01-06-1944, o distrito de Aimorés passou a denominar-se Ibiranhém e o distrito de Viçosa a denominar-se Marobá. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Mucuri, Helvécia, Ibiranhém ex-Aimorés, Marobá ex-Viçosa e Riacho Doce. Pela lei estadual nº 628, de 30-12-1953, são criados os distritos de Argôlo e Taquarinha e anexados ao município de Mucuri. Sob a mesma lei, o distrito de Marobá passou a denominar-se Nova Viçosa. Ainda pela mesma lei o distrito de Riacho Doce é extinto. Em divisão territorial datada de 01-07-1960, o município é constituído de 6 distritos: Mucuri, Argôlo, Helvécia, Ibiranhém, Nova Viçosa e Taquarinha.

Pela lei estadual nº 1751, de 27-07-1962, desmembra do município de Mucuri os distritos de Nova Viçosa, Argôlo e Helvécia. Para formar o novo município de Nova Viçosa.

Em divisão territorial datada de 14-05-2001, o município é constituído de 4 distritos: Mucuri, Ibiranhém, Itabatã e Taquarinha.



Alterações Toponímicas Municipais:


São José de Porto Alegre para Mucuri alterado, em 1911.

Porto Alegre para Mucuri alterado, por Decreto estadual nº 7191, de 13-01-1931.

Gentílico: mucuriense


Fonte: Biblioteca IBGE

Início  |   Destinos  |   Hotéis e Pousadas  |   Anuncie Conosco  |   Contato
Websolution by: Digital Dream Works - www.digitaldw.com - Todos os direitos reservados ao Guia de Mucuri - 2008©.